terça-feira, 17 de julho de 2007

Quando o amor acaba


Pegando a carona de alguns blogs queridos que eu li sobre amores mal acabados ou mal resolvidos, decidi meter a colher nesse pudim também.

A pergunta é: Por que sofremos tanto por amor? Ou melhor: Por que sofremos tanto quando um amor acaba?

Vai ver que é por conta do sentimento de impotência de não ter durado uma eternidade. Ou talvez por não realizarmos tudo aquilo que projetamos para aquele relacionamento. Porque não tivemos 5 filhos e não construímos a casinha com um jardim lindo e florido, de cerquinha branca e um labrador na porta. Por não fazer aquela viagem dos sonhos, por não comprar aquele CD romântico e escutá-lo bebendo um bom vinho. Pelos beijos que não foram dados no momento certo, pelas carícias que não arrepiaram o corpo, pela transa que não aconteceu. Por conta do cansaço após um dia de trabalho estressante, pela falta de tempo de dar atenção ao outro devido a este mesmo trabalho idiota. Pela falta de romantismo. Pelo excesso de palavras ditas no momento errado. Pelo silêncio das palavras que não foram ditas no momento certo. Pela insegurança. Pela falta de iniciativa. Pelo medo de se entregar totalmente pro outro e achar que ele vai pisar em cima de você. Pela inconstância. Por conta das verdades. Por conta das mentiras. Porque você não foi forte o suficiente para enfrentar aquele problema...
Tudo isso nos faz sofrer? Sim, e muito. Esse masoquismo que fazemos conosco de chorar pelo que foi (ou não foi) vivido é cruel.
E o que fazer? Acordaaaaaaaaaa pra vida!!!! Se lamente menos e viva mais!!!

Então termino o meu post, citando Drummond:

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional."


E assim, vou vivendo a vida, um dia de cada vez, sempre!

21 Comentários:

Blogger lyS disse...

Amores mal-resolvidos, mal-vividos... isso dá pano pra manga.
Drummond é que tá certo!
Bj

17 julho, 2007 16:52  
Blogger Alê Namastê disse...

Eu prefiro o prazer do amor, mas entendo que a dor é necessária em alguns casos.
Decepção não mata, ensina a viver...kkk

Ah! Que fotografia mais linda! Achei a "cara" do meu blog...kkk

Muitos beijos*

17 julho, 2007 17:23  
Blogger Girassol disse...

Um dos grandes mal de que a maioria das pessoas sofre, é o hábito cruel de se martirizarem pelo que passou, enquanto na hora certa se esqueceram de aproveitar e viver o que tinham.

Amores nascem e morrem todos os dias. Ninguém perde um amor e passa indiferente pela mágoa e dor que isso causa. Todos precisamos fazer luto pelas coisas que perdemos, só assim conseguimos libertar-nos do peso do passado e seguir em frente.
E sempre existe um novo caminho, uma nova oportunidade, basta que estejamos atentos e de coração tranquilo para a agarrar!

Beijinhos

18 julho, 2007 11:01  
Blogger Garota Complexada disse...

o sentimento de impotência que a gente sente depois que o relacionamento acaba é por tudo isso que você falou. e pelo fato de não termos conseguido provar pra nós mesmos que éramos capazes de certas coisas.

mas isso passa!

18 julho, 2007 16:33  
Blogger Sheila disse...

Acho que eu não sou a melhor pessoa para falar sobre o amor ultimamente... Ainda estou esperando cicatrizar algumas feridas.

Beijo

18 julho, 2007 17:59  
Blogger david santos disse...

Estou solidário com o povo brasileiro neste momento tão TRÁGICO. A vida só nos permite dois termos: a felicidade ou a infelicidade. Desta vez, quem mandou foi a segunda. Que a vida continue feliz para os que ficam.

18 julho, 2007 19:34  
Blogger Mila disse...

O jabor tb falou sobre isso. Vou te mandar o texto amiga. Dá pra pensar...
Beijocas

19 julho, 2007 01:29  
Blogger Lorita disse...

E qdo deixamos de viver tudo isso ou o que poderia ainda ser, a única saída é levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima!

Bjo queridona, precisamos interagir mais, o que acha?

Tem msn? passa pro meu email: loraribeiro@gmail.com

19 julho, 2007 08:23  
Blogger Jana disse...

A gente sofre pq são planos e sonhos que terminam... Mas temos que aprender a ter novos sonhos e planos...

Beijos

19 julho, 2007 08:49  
Blogger Menina do Reggae® disse...

lindo post e foto.

=)

mas eu acho, que o que acaba não é o amor, é a paixão.

como nada dura para sempre.

então, será que o amor existe?

concordo com Alê, prefiro o prazer do amor.

enfim

=)

passa para tomar um café

obrigada por me linkar aqui, vou te colocar como parceiros no meu blog tá

Beijos

Au Revoir

19 julho, 2007 11:57  
Blogger ki-colado disse...

O egoísmo toma conta por conta da individualidade sem notar perceber que homem precisa de mulher e vice e versa no sentido de completude espiritual e fisica. A fisica resolve-se facilmente através do individualismo, mas a espiritual causa um remonte de solidão, que o egoísmo conforta.

E assim salve-se quem puder...

19 julho, 2007 20:27  
Blogger . m e l i n a . disse...

Nossa!
Fiquei emocionada, quase choro agora.
Dos posts seus que já li, esse foi o melhor, parabéns :D
Então...É, vivemos nessa eterna dúvida do que fazer, quando fazer, o que dizer, como fazer...e vivemos assim, esperando o momento certo, só que uma hora, percebemos que ele não chegou e perdemos aquela pessoa que mais amamos.
Ficamos sufocados e não falamos o que sentimos pelo medo da rejeição, temos vergonha de mostrar que sentimos amor, porque, achamos que amor quando vivido por um só, não é amor, e sim ilusão. Amor só se completa à dois, claro...mas...
Bela frase de Drummond, arrepiou muito!
Beijo
:*

19 julho, 2007 22:54  
Anonymous *Lusinha* disse...

Olha, era como se eu estivesse precisando ouvir um pouco disso. E ainda assim não sei o que fazer...
Bjitos!

20 julho, 2007 08:35  
Anonymous Lilith disse...

Só sei que NUNCA deixo de viver, de provar o amor, mesmo que um dia ele decida ir embora...
Aí eu levanto e sigo a vida, feliz como sempre!!! São momentos preciosos...a vida é mto vazia sem eles!!!!
Gostei do seu cantinho...beijos

20 julho, 2007 14:31  
Anonymous Mima disse...

Tenho uma certa dificuldade em aceitas mudanças... principalmente em amores que acabam... e quando o MEU AMOR não acabou ainda...
Será que é errado se entregar de corpo e alma e esperar o mesmo da pessoa?
Beijos e desejo q ninguem passe pelo que estou passando hoje...

06 agosto, 2007 23:37  
Blogger Thalita Tassani disse...

Li a maioria dos comentários, mas não estou em um bom momento em falar de amor, ja que tenho uma ferida que foi aberta a dois dias atrás e não se fecha, pelo fato que eu amo a pessoa ainda, e não tem como ficarmos juntos, enfim,o que posso falar, amores vão e vem, mas eles nos marcam e não sei se existe cura ou formula de esquecer esse sentimento

02 janeiro, 2009 01:07  
Anonymous Anônimo disse...

Bom... eu não estou passando por um momento nada legal..Namoro à tres anos, e acho que os sentimentos do meu parceiro em relação à mim,já não são mas os mesmos. Penso que uma prova de Amor perfeita, seria poder escutar coisas lindas, ou até mesmo ouvir um Te Amo..Mas.. está tudo tão confuso.. Eu queria poder sim ter feito coisas à mas, nesses tres anos, ter amado mas, ter feito coisas que marcassem nossas vidas, mas tem coisas que me machucam os sentimentos, por exemplo ao pensar que ele não gosta de mim...E tenho medo de me entregar totalmente, e me decepcionar..Ele me diz que na vida dele está tudo confuso também, e que se acabar nosso namoro não foi por falta de sentimentos...Não entendo..espero superar essa fase, e o que for pra ser Será... Bjoh à Todos..Fiquem com Deus°°°
Letícia // SC

09 janeiro, 2009 08:33  
Anonymous Anônimo disse...

e eu tenho passado uns mucados com este taw do amor descobri que fui traido pela minha esposa durante 9 meses e ainda a amo ou tenho medo de terminar so penço mque ela ainda me trai mais não sei o que fazer tenho dois filhos com ela o que fazer eis a pergunta né não e facio saber oque fazer numa hora desta vc saber que dormiw durante 1 ano com uma pessoa que te traiw e uma coisa muito ruim mais to tocando espero que deus me de uma solsão neste caso ae pode ter amor ainda nisso deste geito eu não sei ?????????

05 abril, 2009 21:37  
Anonymous Anônimo disse...

estou passando por esse problema também...me entreguei de cabeça a um amor que eu achava que fosse amor verdadeiro, e de repente ele me chega e diz que não dá mais,que não quer ser colocado na parece, nem pressionado a nada. Estou completamente sem chão.
Se alguem desejar me add para conversar...moranguinho_rg@hotmail.com. Bjs a todos!!

18 agosto, 2009 18:59  
Anonymous Anônimo disse...

Eu estou deixando uma pessoa que é doidamente apaixonado por mim, fomos casados por 7 anos, O problema é que ele não cultivou meu amor, ele simplismente acomodou-se, e acredito que o amor não pode ser sempre rotineiro, infelizmente não estava feliz com a minha relação e botei um fim nela, claro que estou triste, porque todo final é triste, o que eu apenas quero é que ele seja feliz.

26 outubro, 2009 01:05  
Anonymous Anônimo disse...

Estou passando por um momento dificil,meu namoro de 8 anos parece estar crise,e nao sei o que fazer diante da situaçao,somos tao diferente um do outro,mas sinto que ainda o amo muito.Vi os comentarios dos colegas e gostei muito,acho que mesmo tao diferentes podemos nos amar,so falta o meu namorado descobrir.

11 novembro, 2009 22:51  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial