quarta-feira, 25 de julho de 2007

A estrelinha e Júpiter


Era uma vez uma estrelinha. Mesmo pequenina e brilhante, ela era diferente das outras. Tinha personalidade, sabia o que queria, tinha muitos amigos no céu, mas mesmo assim se sentia sozinha. Na verdade, ela estava esperando o seu grande amor, Júpiter. Um amor impossível para muitos, já que a estrelinha estava um pouco distante dele. Mas eles se encontraram por acaso no universo e descobriram muitas afinidades. Descobriram o amor. Descobriram a decepção. Sim, porque o que um dia tinha sido juras de amor eterno, virou apenas palavras jogadas no vento.

Apesar de todo o sofrimento que ela estava sentindo, os momentos que eles viveram tinham sido tão maravilhosos que a estrelinha sentia a presença de Júpiter com muita intensidade, não conseguindo esquecê-lo.

Um belo dia, ao amanhecer, quando a estrelinha estava indo pra casa, Júpiter apareceu na sua frente e lhe presenteou com uma carta. O envelope cor de rosa exalava o seu perfume. Lhe deu um beijo na face e saiu sem dizer nada.

Ao abrir o envelope, a estrelinha sentiu seu coração disparar. Leu o que estava escrito e pegou o saquinho contendo um pozinho mágico. Percebeu naquele instante que apesar de todas as diferenças, desencontros e brigas, era ele quem ela queria e lutaria sim, contra todo o universo se possível para viver ao lado do seu grande amor.

E assim ela jogou o pozinho mágico em cima de sua cabeça, onde ficou invisível e imediatamente foi transportada para a galáxia de Júpiter.

E assim eles viveram o seu grande amor.

* texto inspirado em uma pessoinha que eu adoro e que não acredita em contos de fada *

9 Comentários:

Anonymous Erika disse...

ahhh e o que seria do mundo sem os contos de fadas?

Linda a história.. linda!!

Beijoo

26 julho, 2007 07:37  
Anonymous Lilith disse...

Ai,ai...estou me sentindo um tanto estrelinha ultimamente...espero que Júpiter apareça com o pozinho mágico pra mim, pq sinto muito a falta dele...
Gostei da história =]
Beijos

26 julho, 2007 09:10  
Blogger diovvani mendonça disse...

Lendo seu belo texto, lembrei-me da música abaixo:

Estrela, Estrela
Vitor Ramil

Estrela, estrela

Estrela, estrela
Como ser assim?
Tão só, tão só
E nunca sofrer.

Brilhar, brilhar
Quase sem querer
Deixar, deixar
Ser o que se vê.

No corpo nu da constelação
Estás, estás sobre uma das mãos

E vais e vens como um lampião
Ao vento frio de um lugar qualquer.

É bom saber que es parte de mim
Assim como es parte das manhas.
Melhor, melhor é poder gozar
Da paz, da paz que trazes aqui.

Eu canto, eu canto
Por poder te ver
No céu, no céu
Como um balão
Eu canto e sei que também me vês
Aqui, aqui com essa canção

...

AbraçoDasMontanhas

26 julho, 2007 10:43  
Blogger Lorita disse...

Hahahahaha...
Que coisa mais linda, Dani! Vc é uma fofa viu?
Amei amei amei

Prepara o carnaval fora de época aí neguinhaaaaaaa

Bjm, amu tu

26 julho, 2007 11:03  
Blogger Girassol disse...

Não fosse a nossa esperança na possibilidade dos contos de fada, o que seria de todas as Estrelinhas e Júpiteres deste mundo?
Não sei se todos teremos acesso mágico a esse pózinho, mas o amor faz-nos acreditar até ao último segundo que é possível...
Maravilhosa essa história. =)
Beijinhos.

26 julho, 2007 11:28  
Blogger lyS disse...

A vida seria tao cruel se nao existisse conto de fadas!!

26 julho, 2007 17:38  
Blogger Menina do Reggae® disse...

que lindo.

Sem palavras!

passa para tomar um café

Beijos

Au Revoir

26 julho, 2007 20:21  
Blogger Lih disse...

meuu, q texto lindo...
amei!!
é seu mesmo? pq se for, parabéns, ficou ótimo!

bjaooo

27 julho, 2007 02:25  
Anonymous naenorocha1@hotmail.com disse...

ISSO É BELEZA

Calma de um lugar sereno
Luar ameno
O calor de um lar pequeno
Isso é beleza
A onda qeu se agita
Azul e aflita
Molhando a praia que habita
Isso é beleza.

Reflita: a Ilhéus é bonita
Essa saudade que grita
Que se agiganta e me fita
Isso e beleza
Seu meu amor me deixou
Por não saber quem sou
E sem querer me tornou
Essa tristeza.

Beijo
Naeno

28 julho, 2007 12:59  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial